terça-feira, 2 de novembro de 2021

PÔR DE SOL NO GUAIBA- André Huyer

 

Regata noturna do Veleiros do Sul. 

Dia 8/fevereiro/2017

Lago Guaíba.

Foto André Huyer

quarta-feira, 16 de junho de 2021

domingo, 23 de maio de 2021

TODO DIA É DIA DE ENCALHAR

 

Em Faversham perto de Londres encalhar grudado no lodo é a rotina. O fiozinho de água é o que fica e isto acontece todos os dias.

COMENTAR NO FACEBOOK >>>


sábado, 3 de abril de 2021

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

RESTAURAÇÃO DO PESQUEIRO "FREMAD II"(1888)

 

 In 2008 the fishing vessel Fremad II(1888) was listed by The Directorate for Cultural Heritage. In 2016 the ship was put on our slipway, and it soon became clear that it would be a more comprehensive restoration that the preliminary condition report had estimated. On friday the ship was launched! We’ve made a compilation of all the videos from the restoration of Fremad here:

Video: Silje Ensby

Launch footage: Kristian Wolski, Mads Dragsund, Kolbjørn Ask, Lars A. Oma.

domingo, 31 de janeiro de 2021

PRODUÇÃO DO COMERCIAL "O OPTIMIST" DA DELTA LLOYD

...

 Este vídeo mostra o making-of do comercial de 'O Optimist'. Do set de filmagem e das acrobacias às imagens processadas por computadores.

UM MENINO EM SEU OPTIMIST

 "A viagem marítima do menino com seu Optimist é uma metáfora para sua vida financeira. 

Porque mesmo quando se trata de finanças, preparação, conhecimento e percepção são importantes para fazer as escolhas certas. 

A Delta Lloyd não pode prever o que você encontrará em sua vida, mas pode ajudá-lo a reagir rapidamente às mudanças. 

A Delta Lloyd é crítica nisso e ajuda os clientes a ser assim" 

( texto que acompanha o video promocional da Delta Lloyd). 

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

FESTIVAL NÁUTICO DE FAVERSHAM

 

..

Faversham é uma pequena cidade distante cerca de 1hora de trem de Londres e que preserva uma notável tradição náutica.

 Anualmente realiza um Festival no qual durante um final de semana concentram-se inúmeras atividades, as mais diversas,  todas voltadas ao aprofundamento das tradições náuticas, tendo como ponto alto o afluxo de embarcações dos mais diversos pontos entre as quais muitos veleiros clássicos de madeira.

Convidado por Sue Cooper , uma das incentivadoras do evento e que me hospedou, pude acompanhar de perto inúmeras atividades programadas.

E foi em meio a estas atividades que encontrei Bruce Roberts

Eu gratificado por conhecer pessoalmente o arquiteto naval de renome internacional, ele, por sua parte, demonstrou satisfação de encontrar um brasileiro tão longe de sua casa.  

sábado, 2 de janeiro de 2021

SNIPE, ONDE O CAMPEÃO MUNDIAL BORIS OSTERGREEN REPASSOU A JOAQUIM FONSECA MUITOS ENSINAMENTOS

 


.O Snipe é um barco de 4,72 metros, para 2 pessoas. O barco foi desenhado por William Crosby em 1931 e possui uma grande flotilha pelo mundo.

Aos poucos foram se tornando menos frequentes especialmente os de madeira que já são uma raridade. Atualmente preservamos no acervo do MUSEU DO BARCO um destes exemplares à espera de dar uns bordos em nossas águas. 

No Veleiros do Sul a classe, contudo, mantém-se como uma das mais antigas em atividade no clube. Surgida em 1954 abrigou um grande número de tripulações que se destacaram no Brasil e no exterior. A  maior conquista foi o título mundial no campeonato de 1977 na Dinamarca, obtido pela dupla Boris Ostergren e Ernesto Neugebauer. Em 2005, Geison Mendes Dzioubanov foi vice-campeão mundial júnior.

Destaque-se a participação de nosso companheiro de clubes e parcerias Joaquim Fonseca como proeiro de Boris Ostergren com quem aprendeu ensinamentos importantes em seu conhecimento avançado de velejar. 

O Joaquim, aliás, já foi convidado para conduzir o retorno do Snipe à água.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

VENTO FORTE NA MIRIM


Recordando excelente vídeo publicado no FLOTILHA.COM em novembro de 2012 registrando mais uma das incontáveis navegadas do Com.Newton que tem uma excepcional vida entremeada de momentos de amor às nossas águas, à bordo de seu épico veleiro Colibri
Junto à roda de leme uma lembrança de nosso projeto. Com.Newton, uma honra tê-lo como parceiro. 


 

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

MARÉ BAIXA - BREST

 

Brest, na Bretanha,  região setentrional da França, é uma cidade na qual se respira, por toda parte, uma atmosfera marítima. 
O fenômeno da maré é muito característico com variações de muitos metros. 
Quando a maré baixa as embarcações de pouco calado simplesmente encostam no fundo à espera que a maré suba de novo.
Outras, com muito calado, são encostadas no paredão como o veleiro na foto,  


.

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

LARS GRAEL COMENTA OS RUMOS DA VELA


Texto de LARS GRAEL, postado no Facebook ( 2016 ou 2017) 

“Velejador de Nacra perdeu 04 dedos no foil após capotada hoje, aquecendo para o Mundial. Minha humilde e conservadora opinião sobre a Vela neste momento de reflexão:

A ISAF atual World Sailing tomou um rumo diverso na Vela. Acabaram com os barcos de quilha nas Olimpíadas e no Pan. Alegação? Custo? Eliminar os velejadores Master? Eliminar os pesados? Se o Finn sair, e deve sair. Quem tem mais de 85 kg não vai mais pra olimpíada. Mais de 50% dos velejadores no mundo navegam em barcos de quilha! Não são mais representados pela WS... A Vela de Oceano nunca teve tão forte internacionalmente. Classes de moda bombando como o J70' (como foi antes com o J24' e o Melges24'). Classes tradicionais fortes e pujantes como o Star; Dragon; Etchells e até mesmo as classes métricas. Os atletas pesados tem vez em todas modalidades de lutas olímpicas e até mesmo no Atletismo (3 arremessos). Os velejadores Master continuam mais ativos que nunca, com o fenômeno do envelhecimento da população mundial. Estão em peso nas classes de quilha; Finn e Laser por exemplo. A WS não é mais dominada por velejadores, classes e países. É dominada por juízes e fornecedores de barcos. Nos eventos oficiais da WS, a proporção de barcos é praticamente igual a de botes. Isto é caro e excludente. Um time de 49er com bote, custa muito mais caro que uma campanha de Star sem bote. Fora que o 49er dura 1 ano e o mercado de segunda mão é péssimo. O star dura muito e se vende bem. A Vela é o ÚNICO esporte olímpico, aonde o equipamento individual é fornecido por um fornecedor em regime de exclusividade (monopólio). Estes fornecedores comercializam os equipamentos pelo preço que bem entendem. O lucro é generoso e sobra dinheiro para ganhar votos nas assembleias. Nada muito diferente do que conhecemos no Brasil. A Vela tornou-se a modalidade esportiva mais ecologicamente incorreta de todas reconhecidas pelo COI.  O gasto de combustível do Mundial da ISAF (técnicos; juízes; segurança; árbitros), é compatível a quase toda uma temporada da F-1 (sem contar os treinos). Torben foi eleito Vice-presidente da WS. Sei que ele concorda com pelo menos, parte dos meus (nossos?) argumentos. Sabemos que ele é minoria, mas é muito respeitado...Torcer que venham repensar a Vela após um acidente que exigirá a reflexão de todos. O que dizer das classes que entraram recentemente nas Olimpíadas e antes mesmo de serem testadas, foram excluídas? Cito o Yngling e o tragicômico Elliot. Como o Nacra 17' virou olímpico antes até mesmo de um protótipo ser testado? Já sabiam que era "melhor " que um Tornado, apenas vendo um simples prospecto? E o recall de mastros, problemas estruturais, quebras, problemas de fornecimento dos Nacra pra campanha da Rio2016? O que dizer dos velejadores de ponta que declararam terem adquirido 3 barcos; 1 dúzia de mastros e quase 20 jogos de Vela num único ciclo olímpico? Que tal saber que todos estes Nacras produzidos não servem para a versão 2017/2020?Que um Nacra usado vale menos que um Dingue?: Que o novo Nacra com foil foi uma adaptação tosca do antigo e que não tiveram tempo para testar? Os testes (e já convocaram recall de componentes) está sendo feito agora com o dinheiro e risco dos velejadores olímpicos. Ou a WS corrige seu rumo, ou a Vela real seguirá seu rumo próprio como a classe Star já faz. Surgirá o momento para os velejadores profissionais criarem sua associação e darem as costas à sua Federação International. É o que Tênis foi capaz de fazer ao criar a ATP e elevar seu esporte para um dos mais bem sucedidos! Alguém se lembra que existe a ITF?”.

domingo, 15 de novembro de 2020

QUATRE VENTS

 

"Quatre Vents" é um bar/café em Brest na Bretanha. A cidade tem uma atmosfera náutica muito intensa, respira-se atividade e tradição marítima por todos os cantos e este local reflete de uma forma natural, não artificial, este ambiente. Para se voltar sempre.

domingo, 25 de outubro de 2020

O CAIRU III NA 70ª REGATA SANTOS RIO - Roberto Geyer

 
No momento está acontecendo a 70ª Regata Santos Rio. Como o Cairu lll não pode ir este ano, eu participo com essa minha lembrança de 2013 
ROBERTO GEYER

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

ANTES E DEPOIS

 


domingo, 27 de setembro de 2020

terça-feira, 8 de setembro de 2020

domingo, 19 de abril de 2020

quinta-feira, 16 de abril de 2020

MASTRO WALK



LOS LANCES: ESTO NO LO HABÉIS VISTO NUNCA___

Tenía ganas de recuperar y mostraros este video que tenía perdido en un disco duro desde 2013 y que durante el confinamiento he podido encontrar.
Y así nos despejamos un poco de todo esto que estamos viviendo.
Ocurrió durante el rodaje en el que participé para la campaña publicitaria de Hugo Boss con Alex Thomson y su IMOCA 60’, competidores de la Vendée Globe, la vuelta al mundo en solitario y sin escalas.
El spot consistía en que, gracias a su orza basculante, el monocasco era capaz de desafiar las leyes de la física y la nautica poniendo sus casi 30 metros de mástil en paralelo a la superficie del agua. Esto permitiría a Alex llegar al final del palo andando directamente por la vela sin ningún tipo de arnés ni elemento de seguridad, para finalmente saltar al agua.
Sin embargo, la tripulación del barco tuvo problemas para mantenerlo en esta posición extrema no pudiendo evitar que la embarcación recuperara la verticalidad antes de que Alex pudiera saltar...
Finalmente, todo salió bien y el resultado del rodaje fue un éxito.

Solo round the world yachtsman Alex Thomson performs a daring feat on board his high-speed yacht, HUGO BOSS. Thomson climbs up the 30-metre high mast of the moving vessel and dives into the ocean.

 This is not the first stunt we've seen from Thomson. Two years ago he completed The Keel Walk, a stunt which has become famous across the world.

quarta-feira, 8 de abril de 2020

segunda-feira, 23 de março de 2020

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

INTERDIÇÃO DA PONTE FERROVIÁRIA DO SÃO GONÇALO


A  empresa RUMO MALHA SUL .S.A ,concessionária do serviço público de transporte ferroviário de cargas ,informa que realizará reestruturação do sistema de automação da Ponte Ferroviária no São Gonçalo. 
Para tanto a ponte permanecerá interditada, numa primeira etapa, no período de  22/01/2020 a 05/02/2020


quarta-feira, 27 de novembro de 2019

LE RAZ DE SEINE


sábado, 23 de novembro de 2019

BRETANHA : UMA ILHA " PETIT COIN DE PARADIS"` À VENDA



Située entre Lézardrieux et Ploubazlanec, dans les Côtes-d’Armor, l’île de Roc’h ar Hon est en vente sur le site de l’agence immobilière Sotheby’s international.

« Propriété de prestige, île privée avec maison vue mer à vendre. » Sur le site de l’agence immobilière Sotheby’s, l’annonce fait saliver. Elle promet « un petit coin de paradis à découvrir pas loin de Bréhat ».
En réalité, l’île de Roc’h ar Hon est située à l’embouchure du Trieux, au niveau de Kermouster et de Loguivy-de-la-Mer. Accessible à pied à marée basse, le site s’étend sur 6 420 m² et au milieu niche une « maison tout confort de 140 m², construite en 1758 et entièrement rénovée entre 1993 et 1996 », précise l’annonce.

1 685 000 €

Pas question ici de jouer les Robinson Crusoé. « L’île est raccordée au réseau EDF, eau et téléphone », assure l’agence immobilière. « La maison est vendue meublée vous n’avez qu’à poser vos valises ! »
Encore faut-il en avoir les moyens. L’îlot est mis en vente à 1 685 000 €.
Ouest-France  

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

VELERO SOLEDAD - Capitán Victor Felipe

.
El velero Soledad continúa su derrotero remontando la costa de Brasil hasta Angra Dos Reis.

Luego de su recalada en el Puerto de la Paloma, Uruguay, hizo rápidamente el trayecto que lo separaba de Rio Grande Do Sul, Brasil, poco mas de 30 horas de navegación.

En este puerto desembarco Christian Galain y el Soledad y sus moradores se quedo algún tiempo, visitando amigos y haciendo nuevos.
Se encontró con Pablo del wibo Maria Galante, con Paulo Batista, delegado de ADAN en Rio Grande do Sul, con Ezequiel y Florencia del IPAKE II en Sao Lorenzo Do Sul y Marco Carvalho, encargado de la cátedra de náutica del CCMar. Casi tres semanas de disfrute total.
Una vez abierta la ventana que permitía seguir al norte salió para Florianópolis cubriendo esta pierna en 72 hs pero un día del barullo de esta enorme ciudad fue suficiente para soltar amarras nuevamente, previo en desembarco de Javier Patiño.
En las jornadas siguientes fue caleteando. Paso por Puerto Belo, Sao Fransisco do Sul, Isla do Mel y espera llegar en el transcurso de la semana que viene a Angra de donde solo lo separan alrededor de 200 mn.

El Capi V Felipe, quien continua en solitario, agradece la compañía y buena onda de sus tripulantes.

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

GRONINGEN